"...mudar... impossível!"

Eu... eu sou talvez uma gota...
pequenina gota de gente,
d’ uma humanidade ausente,
numa guerra surda, sem rota!

Qu’ ria ser mar’ onda’ em revolta!...
Mudar’ o que está já assente!...
Viragem do caos em repente!...
caminhos traçados sem volta!

Uma humanidade junta,
muitas vozes de forte acento!
Pequenina gota não faz…

Tão sozinha e diminuta!..
E fica assim em sofrimento
P’lo que em pensamentos trás!...


_____________________

Sem comentários:

Enviar um comentário

GOSTO DE COMENTÁRIOS