“ la bufattia “

Estando eu na aurora do dia,
onde até a realeza vai...
o pobre, o fino e o “ai-ai”...
cantar ópera “La Bufattia”.

Se canta desd’ os tempos remotos,
célebre, mas de Wagner não é!
Acordes cagais em Dó e Ré!...
São os “olhos traseiros” que estão rotos!...

Traquejei um barítono pum...
pronta e solicita a vizinha
retorquiu sonoro catrapum!

Qu’ ópera esta!... Tão ruidosa!...
Todos a cantam... queiram ou não!
Pobre “La Bufattia” mal cheirosa!


____________________
O meu sentido de humor, está sempre em alta!!!!

2 comentários:

  1. ópera...bufa!...o texto está primoroso!...bem-haja.

    e para ti...

    "Negema wangu binti"....besos mil.

    ResponderEliminar
  2. Nunca fiz um poema assim, cheio de bom-humor. Admiro quem consegue.Parabéns!

    ResponderEliminar

GOSTO DE COMENTÁRIOS